quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Pra cima deles!

Eu podia começar do início ir falando da primeira música do disco e a sequência de sensações que vão se seguindo a cada música, mas eu não sou alguém que parte de nenhum início. (Minto. Tá bom!) Eu pra falar sobre o “Pra cima deles” ia ter que contar um MONTE DE história... #LápisApontado #AçãoPunk
Importante mesmo é ser rebelde apesar de toda opressão e violência, apesar de toda injustiça e preconceito, apesar de toda insensibilidade vigente. Ouvir punk rock no fone de ouvido andando de bicicleta numa suburbana travada por causa de um assassinato que acabou de acontecer na porta de um bar. Se fosse há 25 anos era até capaz de eu ir olhar o corpo esticado no chão, na curiosidade de, talvez, ser alguém conhecido, mas eu não estava a fim de desligar meu mp3. #USA
Eu ouço esse disco e volto à minha adolescência “pré-punk” e aos idos 80's quando eu era um menino, ainda mais menino do que sou hoje, e minhas idéias estavam se formando a respeito do próprio respeito, da liberdade e da justiça. Eu era um pequeno “afro-punk-suburbano” da Salvador de Luis Caldas e Chiclete com banana. A bebida ou marca da cerveja ainda nem era algo importante nos momentos de se ouvir música. Hoje eu bebo uma “Ráiniki” e me sinto quase feliz em qualquer barulho. #Cadeados #Libertários #PsicopatasJuvenis
Antigamente também havia a esperança de que algo fosse mudar: primeiro as regras, pois em muitos bares nem mesmo sentar a gente podia por sermos “dimenor”; depois as nossas condições porque éramos duros; depois a sociedade. Sentávamos em qualquer lugar pra beber um vinho vagabundo com alguma cachaça depois que a gente de encontrasse alguém “adulto” que comprasse pra a gente. A gente bebia e trocava idéia, porque, naquela época, aqui na suburbana era raro alguém ter algum aparelho sonoro que pudesse servir a todos os ouvidos ao mesmo tempo e ninguém sabia tocar nada.  #UmaMatilhaChamadaGoverno #Revolução 
Agora já me sinto quase um velho. Aquela vontade de me rebelar contra tudo e todos foi dando lugar às milhares de mudanças em mim e no mundo. A suburbana não é mais a mesma. Não se vêem mais os garotos “afro-punks” por aqui nem pelo centro da cidade, só pichadores e, mesmo assim, boa parte deles só quer mesmo fama e nem sabem o que é revolução. O barulho que se queria fazer está em algum lugar suprimido pelo barulho insuportável da vida cotidiana atual. #SãoPaulo
Os bares, cada um com sua música mecânica de péssima poesia, não atraem mais os jovens que buscam por mudanças. Mas eu passo pela frente deles com minha magrelinha e meu fone de ouvido ouvindo #PraCimaDeles agradecendo por ainda poder ouvir alguma MúsicaPunkBrasileira. Podia hoje estar eu jogado num presídio buscando uma outra revolução. Podia nem estar mais aqui, mas enquanto estiver vivo minha alma continuará perdidamente punk. #CadillacsPunkRock

Ação Punk (Cadillacs)

Autonomia na vida, autogestão na opinião
Um “A” no peito, revolução em nossas mãos
É hora de agir, não se deixe sucumbir
Liberdade conquistar para conscientizar

Racismo e preconceito arrancaremos do peito
Cantamos com coração, punk rock e ação
Agir sem medo, consciência e respeito
Vamos nos livrar da violência e do desrespeito

É hora da Ação Punk!
É hora da Ação Punk!
É hora da Ação Punk!
É hora da Ação Punk!
É hora da Ação Punk!
Ação Punk!
Ação Punk!
Ação Punk!

Cadillacs - Pra cima deles - Álbum completo: https://www.youtube.com/playlist?list=PLvwCLl6DFpZchGvH-BYYTdXLvhL2Q-6e9

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Se chegue

Nome

E-mail *

Mensagem *