sexta-feira, 1 de novembro de 2013

às vezes eu quero fazer poesia

às vezes eu quero poesia
às vezes crio melodias
às vezes só poetizo
escorrego na alegria, às vezes
às vezes caio no riso

às vezes quero música
às vezes proseio lacônico
às vezes rimo irônico
e crio trevas onde era dia, às vezes
saindo da harmonia

às vezes eu quero fazer poesia
às vezes a poesia é que quer me fazer

Sempre de olho na rima
Sempre de olho no tempo
Às vezes chego de prima
Às vezes eu tô mais lento
Mas não me abato e rimo
Não me firo nem bato

às vezes eu quero fazer poesia
às vezes a poesia é que quer me fazer

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Se chegue

Nome

E-mail *

Mensagem *