domingo, 17 de novembro de 2013

Putinha

Ô menina, onde cê tá?
Preciso de tu do lado de cá
Se puder, por favor, venha já
Que eu quero comer esse abará

Putinha minha querida
Você não entende ainda
Porque é minha preferida
Sua descaração desinibida
Vem e molha minha pica de saliva

Ô menina, onde andarás?
Bem de você eu tô atrás
Vai demorar ou não vem mais?
Vou procurar outra no cais

Putinha minha querida
Entenda logo de uma vez
Que eu não sou um seu freguês
Se puder, favor, venha já
Que eu quero comer esse abará

Vai demorar ou não vem mais?
Vou procurar outra no cais

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Se chegue

Nome

E-mail *

Mensagem *