sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Levanta esse astral, meu brother!


Levanta o astral!

Ponha uma camisa, a mais curtida
E cuide de estar cheirando bem
Limpe os sapatos,
dê um grau no cabelo também
Você parece (tente não parecer) um passarinho caído
Levanta esse astral

Mesmo que não veja amanhecer
Encontrarás um belo novo dia
pode ser o mesmo sol
Mas sempre traz alguma nova alegria
Apague essa luz
E aproveite a luz do dia
Levanta esse astral, meu jovem
blues

Ponha sua camisa mais bonita e tente estar cheirando bem
Limpe os sapatos dê um grau no cabelo, jovem
Você está meio caído
Levanta esse astral, meu brother

Se você não pôde perceber, lá fora está um novo dia
Lá está, o mesmo sol, mas ilumina com uma nova euforia
(todo dia sempre traz alguma nova alegria)
Então, por toda essa vida que ele produz
Levanta esse astral, meu brother
Blues

Levanta esse astral
Levanta esse astral

Se ela te levou todo o dinheiro
E isso te tirou a paz
Dê um basta nisso, mas não vá ser mau, meu rapaz
Se lembre que você não é nenhum bandido
Levanta esse astral fudido!

Limpe o cinzeiro
Faça um beckão
com as pontas
Chame o tanto de putas
que acha que pode dar conta
Pegue umas cervejas
Diz pro irmão botar na nota
Vá dormir chapado
Nada disso o incomoda...
Pego minha camisa mais fresca e parto a mil no pedal
Na primeira parada uma cerveja
E o fio da puta logo pensa que eu tô passando mal
Mas comigo não tem essa de passar bem ou mal

Levanta esse astral
Vale até surtar se for
Na moral
Pra enxergar melhor acenda logo uma luz
Levanta esse astral, meu brother!
Blues

Levanta esse astral
Levanta esse astral

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Se chegue

Nome

E-mail *

Mensagem *