domingo, 10 de abril de 2011

A lei do universo

Eu sei que às vezes é difícil compreender a simplicidade, com todo esse lance de gosto pessoal, a galera, o "universo conspirativo", mas nunca podemos nos negar o direito de fazer o que é simples, fácil, sem stress e agradável.
Levei todo meu amor pela música para dar um passeio ontem e entre um coral e um rock instrumental eu descobri que tudo o que importa é a felicidade que nossas escolhas nos proporcionam.
Se  deixasse de ver algum dos dois possivelmente eu não teria me dado conta do quanto eu gosto de música, quando sinto a energia vindo da alma dos músicos, mesmo aqueles cujo instrumento é a voz. Isso é uma coisa que não há como se medir.
Ainda que eu saudasse e agradecesse um milhão de vezes cada uma daquelas vozes que me emocionaram, não estaria representando suficientemente a gratidão que eu sento por poder presenciar espetáculos tão puros.

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Se chegue

Nome

E-mail *

Mensagem *