terça-feira, 22 de novembro de 2016

A esplêndida sabedoria de Jah

Deus sabe bem como eu odeio ter ódio, mas eu sou esquecido e às vezes acabo ficando com ódio até Dele. Sei que Ele me perdoa, mas mesmo assim não posso deixar de ter ódio de mim mesmo por isso e peço, mil vezes, perdão!:
por cada vez que eu não ouvi os conselhos de dona Joanita;
por cada bicho que eu cacei de badogue, ou de pedrada, ou de qualquer que tenha sido a arma na infância;
por cada cachorro que eu levei pra eutanázia (ou considerei levar);
por cada vez que eu fui grosseiro, rude ou impaciente;
por cada vez que eu falei uma "desgraça" numa hora errada;
por cada vez que eu deixei de elogiar um ato de esforço;
por cada vez que eu deixei de Lhe agradecer pelo sol;
por cada cada mulher que eu magoei por falta de noção ou queimei com incenso (piada RockerSSA),
Me desculpe, Oh Jah! Por todo ódio que eu dispenso.
Espero que cada animal nesse planeta saiba que eu o amo e que se eu lhe despertar algum medo ou ira, eu o entenderei, pois cada homem neste planeta me desperta algo odioso ou ruim.

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Se chegue

Nome

E-mail *

Mensagem *