domingo, 25 de outubro de 2015

E você só apanha

Daqui a pouco a saudade...
das risadas,
das piadas,
dos carinhos,
dos problemas, não.
Das besteira;
das neuras;
das chatices;
das maravilhas;
dos olhares;
dos sorrisos amarelos
e dos risos iluminados
bate em mim.
Sem aquela graça,
sem alvoroço,
sem ternura,
sem amor
nem amargura,
sem nenhuma emoção.
Só um tempo,
perdido,
fudido,
ido.

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Se chegue

Nome

E-mail *

Mensagem *