domingo, 25 de outubro de 2015

E você só apanha

Daqui a pouco a saudade...
das risadas,
das piadas,
dos carinhos,
dos problemas, não.
Das besteira;
das neuras;
das chatices;
das maravilhas;
dos olhares;
dos sorrisos amarelos
e dos risos iluminados
bate em mim.
Sem aquela graça,
sem alvoroço,
sem ternura,
sem amor
nem amargura,
sem nenhuma emoção.
Só um tempo,
perdido,
fudido,
ido.

Se chegue

Nome

E-mail *

Mensagem *