quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Nada muda tudo

O velho clichê reinante
Diz: "Tudo muda a todo instante."
Mas no meu sonho gigante
É tudo igual
E como era antes?

Você na sua
De dondoca
Eu na minha
De boboca
Cada um em sua maloca

A nova moda imperativa
Diz: "morre-se mais é em vida!"
A inconsciência coletiva
Diz que a morte é corretiva

Estou morto
Estás morta
O boboca e a dondoca
Cada um em sua loca

É tudo igual
Como era antes
E tudo muda a todo instante

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Se chegue

Nome

E-mail *

Mensagem *