terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

O inimigo é você

Não sei se é pela minha pele escura,
nem se pela minha cara feia de poucos amigos,
ou talvez pelas minhas roupas surradas de "quase mendigo"
O fato é que pessoas desconhecidas estão sempre me hostilizando e normalmente tentam fazer algo pra me ver, talvez, perder a cabeça e fazer algo que pensam que já sabiam que eu faria no momento que puseram os olhos em mim.
Pré-julgamento... talvez seja a forma mais cruel de se castigar alguém. É como se a pessoa de repente fosse condenada por ter nascido, no meu caso: preto, feio e fodido. Acho que esse ódio vem do fato de elas reconhecerem que eu não pertenço às suas laias: preconceituosos, aproveitadores, desonestos e escrotos de modo geral. O que lhes fiz? O que lhes peço? Pedir respeito? Pedir socorro?
As pessoas vivem querendo conforto e sonham com a evolução das máquinas, mas eu não as vejo quase em lugar nenhum preocupadas realmente em evoluir como pessoas.
Querem ser melhor apenas que um concorrente ao emprego ou a uma cadeira na faculdade, talvez ter uma casa e um carro melhor que o vizinho, para impressionar o sexo oposto, mas cadê a luta pela harmonia, para o respeito ao próximo, para o cuidado com o mundo que estamos acabando?
A cada dia em sinto mais vergonha por ser gente, a mesma espécie que constrói armas de destruição em massa e lixo.
É bom encontrar pessoas conhecidas, que lhe respeitam independente de sua cor, beleza ou riqueza, mas hoje cada estranho ainda se trata como inimigo e isso não pode mais continuar assim.

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Se chegue

Nome

E-mail *

Mensagem *