terça-feira, 15 de maio de 2012

Blogger life 17

Consertei o pneu da bike logo de manhã pra não ficar me amarrando como nos outros 7 dias que ela ficou aqui, imunda, abandonada, e sem lubrificação desde que eu cheguei de viagem. Pura tolice. Quando eu fui pega-la pra sair, algumas horas depois, o pneu estava baixo novamente. Um sinal... o tempo pros lados de cá anda meio feio, mas uma amiga me disse que pros lados de lá o sol brilha e ela disse que tem 2 sóis. **
De lá do barco eu pude ver o subúrbio sendo tomado por uma neblina surpreendente. De onde estávamos podia se ver Itacaranha/Escada na parte mais baixa tomada por uma nuvem branca, assim como Praia Grande, Coutos e Paripe, todos os lugares com alguma nuvem pairando nos pequenos vales suburbanos, mas era em Pericity que a neblina tinha um aspecto meio estranho. Ainda bem que eu estava no barco, pois ficaria receoso de trafegar na rua sombria, mesmo acompanhado de Conhaque. ele podia sumir nela e voltar zumbi, como em "Cemitério Maldito". Coisas estranhas acontecem aqui desde que eu sou pequeno, um dia eu conto.
Completamente idéia de bêbado esse negócio de ficar escrevendo em série. Parece coisa de pã, sei lá, mil coisas... ficar sem beber não vai me enlouquecer. Tem dias que tudo te lembra a birita, quando falta chá então é aquele negócio. Fico querendo beber o cachorro, e com urticária ao pensar na garrafa de ipióca dentro do guarda-roupa. Abstinência? Só se for ao "chá". Descobri verdades bem piores quando ainda nem sabia o que era me embebedar e depois de um tempo, depois de umas e outras o homem é capaz de encarar qualquer coisa.
Ficou tarde pra sair, mas hoje é terça-feira; Se chover de novo eu tô enrascado; Não tenho câmera reserva; não vou levar a bomba porque é grande demais, ou seja, não faço idéia do que vou fazer. Só sei que eu vou. Depois eu continuo os diários de viagem. A transcrição é lenta, mas é segura. hehehe

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Se chegue

Nome

E-mail *

Mensagem *