terça-feira, 20 de dezembro de 2011

DIA DA LIBERAÇAO DOS ELEVADORES PARA BICICLETAS.

Por Valci Ribeiro

A administração publica baiana, estadual, municipal e federal, bem assim os nossos motoristas, tratam muito mal os ciclistas e,  apesar do grande número de turistas que nos visitam, atraídos pelos encantos naturais, cantados em versos e prosas pelo planeta, são eles também  maltratados pela ,   insegurança , sujeira e  pelo péssimo serviço de transporte oferecido em nossa Capital.
Os ciclistas, além de sofrerem as agressões dos motoristas,  são ignorados pelo poder publico, até nas coisas mais simples.

Não vamos aqui tratar da ausência de ciclovias, estacionamentos, banheiros para bicicletas.
Mas de uma ignorância, inconcebível para os dias atuais, que é a proibição de transporte de bicicleta pelos planos inclinados, escadarias da Lapa e elevadores, como o Lacerda.
Vereadores , arquitetos, políticos, imprimem em  seus folders campanhas em favor das bicicletas.
Mas ninguém do poder público se habilita a autorizar o acesso de bicicletas através daqueles equipamentos urbanos.
Ao contrário, um barco , no |Terminal da Ribeira,  que antes transportava bicicleta, agora tem aviso de proibição.
Nossos governantes conseguem trazer alguns jogos da Copa para a Bahia; aprovar PDDU polêmico, construir pontes e, quem sabe, fazer funcionar o metrô, e não conseguem permitir o acesso dos bicicleteiros pelas escadarias e elevadores.

O mundo inteiro tem contemplado, valorizado, estimulado o uso da bicicleta como meio de transporte.
Enquanto isto, a nossa Bahia não consegue liberar o mínimo em favor das bicicletas como meio de transporte.
Curioso é que, há alguns anos, chegamos a nos reunir com vereadores, técnios da Prefeitura buscando uma solução. Todos eles que nos receberam foram por demais  às  nossas reividicações.
Mas a coisa empacou, como sempre, pelos corredores da burocracia. Posteriormente, extraoficialmente, fomos informados de que seriam feitos projetos , escolhido material e equipamentos , penduricalho que seriam adicionados aos elevadores para o transporte de bike.

Entendemos a mensagem: é muito difícil. É muito mais fácil fazer a ponte para a Ilha de Itaparica, fazer rodar o metro, trazer a copa do mundo para a Bahia, do que fazer um oficio liberando o acesso de bicicletas através daqueles equipamentos.
Pareceu-me necessário ser  feito  UM PROJETO, CRIAR UMA EQUIPAMENTO,FAZER AUDIENCIAS PUBLICAS, DISTRIBUIR PANFLETOS INDICANDO O POLITICO QUE LUTOU EM FAVOR DOS BICICLETEIROS  PARA PERMITIR AQUELE TRANSPORTE.
Sou capaz de imaginar a seguinte situação:
Algum político aguarda a mobilização dos ciclistas. Quando o numero deles crescer, marca-se uma audiência publica, chama a imprensa e no dia seguinte um grande out door: vereador x , lutará pela liberação dos elevadores para o transporte de bicicleta.
Quanta luta , guerra, gasto de tempo e energia para ver cumprida a lei!!
Mas os bicicleteiros, cientes dos seus direitos, e de que contará com o apoio de muita gente,  estão se mobilizando. E aguardem: muitas pedaladas para estes locais para, simplesmente, vindicar o que  é de direito dos ciclistas.
A massa crítica, bicicletada salvador, Meninas ao Vento e vários grupos de bicicleteiros baianos já se articulam para o DIA DA LIBERTAÇÃO DOS ELEVADORES PARA O TRANSPORTE DE BICICLETA.  Aguardem ,pois será um grande movimento , pacifico, ordeiro, mas firme. E VOCE, QUE AMA A BICILETA, NÃO PODERÁ FICAR DE FORA.
Agora vai!
=Aos diretores, monitores, professores de escolas para motoristas: vocês estão esquecendo de ensinar a parte do Código de Transito que trata da bicicletas como meio de transporte. Reciclem seus instrutores=


Valci Barreto, advogado, Procurador da Fundação Cultural do Estado da Bahia. 
ESCRITORIO DE ADVOCACIA: Rua Barros Falcão, 542, Matatu, Largo dos Paranhos, Salvador Bahia - Brasil . Fone 34913233, das 14.00 às 17 horas, de segunda a sexta. Celular: (71)99999221
-Colaborador do jornal e site FOLHA DO RECONCAVO(www.folhadoreconcavo.com.br) e do muraldebugarin.com
-Editor do blog bikebook.blogspot.com.

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Se chegue

Nome

E-mail *

Mensagem *