sexta-feira, 31 de julho de 2015

Mentecaptabilidade

Agora pense num esquecimento.
Pensou?
Agora, pense em como eu sou um cara esquecido.
Se ligou?
Agora sim!
Aí os caras vem me dizer que eu devo obedecer as leis
Não a racionalidade
Mas eu não posso deixar de ser um animal racional
Nem com drogas alucinógenas,
Nem com juízes corruptíveis,
Eu me esqueço
Mas não de tudo

Agora pense num outro esquecimento
Pensou?
Eu já me esqueci qual era o primeiro
Mas tá tudo bem!
Eu  não tenho como esquecer que estou cercado de amor, ódio e amor e ódio
Mas não é só
Também é a sociedade
A companheira do din
Dinheiro que também se esquece
Eu me esqueço
Hoje é o que manda no homo
Mas não manda em minha racionalidade
É Raciobanalidade
O homo sapiens não pode esquecer de comer e beber
De amar e louvar, de brigar e proteger
Eu não devo, mas me esqueço
Nem sempre, nem pra sempre
Sempre serei apenas eu mesmo
Disso eu não me esqueço
Nunca!

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Se chegue

Nome

E-mail *

Mensagem *