domingo, 9 de agosto de 2015

A última labareda do inferno

E depois de atravessar as paredes
Enfrentar bruxarias e feras malignas
Pude chegar ali...
Mas já era quase tarde
Parecia que tava só
A mim esperando...
Pude apreciar um tanto...
Pra ficar mais na vontade
De ver descer
Mar abaixo
Labaredas incandescentes





















{Acho que o inferno tá sem governo, porque o que tem de "dissgraça caminhando no "mundo superior" não estava nos prospectus."

- Ôo..., "cambada de desgraça", se no inferno que você anda acha que é alguma espécie de semi-deus, cavalo do cão ou coisa que o valha, saiba que aqui não. Vou acabar pisando sem querer.
Some de minha frente!}

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Se chegue

Nome

E-mail *

Mensagem *