domingo, 29 de maio de 2016

Que época chata do caralho!

Outro dia uma menina que eu conheci só me falando putaria o tempo inteiro ficou puta comigo porque eu fiz uma piada besta em uma postagem sua. Me excluiu e as porra por causa do namorado, mas deixa quieto porque cada um guia sua própria consciência.
Teve uma vez que eu bebi pra caralho com uma menina e a gente acabou dormindo junto. Não rolou nada, mas no outro dia de manhã ela veio me acusando de ter "me aproveitado dela". Fiquei puto e a gente quase fica inimigo, mas ela se ligou(ou se lembrou sei lá) e me pediu desculpa e tal, mas foi tenso. Situação chata do caralho. A gente se ama até hoje, mas podia ter acabado ali de uma maneira péssima.
Conheço umas meninas que já transaram com vários caras ao mesmo tempo e isso pra mim é surreal demais. Mas a porra da buceta é dela e se ela agüenta e se sente feliz eu não entro em nada. Pode dar pra 300. Se vai se drogar pra ter coragem e depois se arrepender é com cada uma.
Foda é quando você fala pra menina não "dar" pr'um otário e ela dá pensando em você, que você tá com ciúmes, e depois quer seu ombro amigo porque o cara fez "isso e aquilo". Já deixei amiga falando sozinha, mas essas meninas continuam por aí vendendo a buceta por pó, por breja, por jantar, por passeio de carro, de lancha, de mão dada com um boyzinho de boa família...
Já passamos por isso tudo no passado, eu acho. Mas acho que nunca se foi tão sem educação e sem amor ao próximo como agora. Acho que as pessoas não fazem mesmo ideia do que quer dizer amor, pois ver um semelhante sofrer e ainda sentir prazer com isso é mesmo uma coisa doentia demais pra mim conceber. Até o filhos da puta eu prefiro ver mortos do que sofrendo.
Foda é quando seu amigo te diz que bateu na namorada e você não pode bater nele porque ainda vai acabar preso por causa de uma situação que ela mesma vai acabar perdoando. Já me afastei de animais assim, mas esses caras continuam aí se achando os donos das garotas.
O que quer essa época da gente?
Ou a gente muda nosso jeito de ver o próximo ou não vamos nos aproximar nunca mais.


Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Se chegue

Nome

E-mail *

Mensagem *