segunda-feira, 28 de julho de 2014

Ô véi, sabe o Neco, véi?

Entre um almoço e outro a gente acaba se metendo em cada confusão infeliz, que, contando, além de ser sem graça é inacreditável devido à grande inverossimilhança. Não é comigo isso que está acontecendo, mas tive momentos e posso garantir que agora mesmo acontece com algum amigo em que todas as notícias que chegam são ruins e que não adianta tentar buscar consolo na televisão pois ela estará lhe mostrando que mesmo com toda a sua (má)sorte existem coisas que se está cansado de ter em sua realidade física, que não se-lhe interessa mais a realidade que é  manipulada para parecer ainda pior, a TV.
O cara que vê muita desgraça é condicionado a esperar sempre pelo pior. Eu acho que o animal racional deve estar atento às melhores coisas, aos melhores momentos, àquilo que o faz acreditar que a vida pode lhe trazer coisas boas e não só desgraciosidade. Mas "os caras" SÓ querem ver a desgraça alheia e isso é irritante demais.
Hoje na hora do almoço eu tive o azar de estar passando um daqueles programas de jornalismo imbecilitativo justo no momento. Não tenho nada pessoalmente contra quem assiste esse tipo de merda, mas também não sou obrigado a gostar ou desgostar. Os programas são um lixo. Se eles quisessem mesmo prestar algum serviço, colocariam uma gostosinha de biquíni falando de amor, ou várias, só lendo os nomes dos envolvidos nas merdas... mas aí eu fui dizer pra meu brother que ele não precisava daquilo no seu dia-a-dia, e ele não entendeu, mas os donos do bar entenderam, mal, e pensaram que eu lhes estava criticando, mas eu só fui me dar conta disso quando cheguei em casa.
Sei que tem muita gente que não tem experiência com morte,  ou com sangue, ou mesmo pessoas, ladrões, policiais corruptos..., mas eu estou farto. Até entendo que uma pessoa tenha um certo tipo de prazer em ver gente ensangüentada, morta, apanhando, sendo presa ou escapando de maneira espetacular, mas não vou passar a hora do meu almoço assistindo isso aí. Eu não!
Queria dizer a meu amigo que ninguém precisa desse tipo de coisa expostas daquele jeito em suas vidas. Acho que quem gosta deve buscar e não ser obrigado a gostar porque é só o que se tem pra (dis)curtir. Notícias ruins são uma desgraça! Piores elas vão ficando quanto mais se procura. Eu tenho apenas uma vida para viver, até que se prove o contrário vou preferir mulheres, drogas e ROQUENROULL.

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Se chegue

Nome

E-mail *

Mensagem *